sexta-feira, 26 de julho de 2013

Encontros e reencontros

           O sábio Salomão filho do rei Davi já dizia a respeito do amigo em Provérbios cap. 17 vs. 17 "Em todo o tempo ama o amigo; e na angústia nasce o irmão".
            Ao longo de nossas vidas arregimentamos um sem números de pessoas que em princípios são categorizados como 'conhecidos',' colegas', e dentre estes escolhemos aqueles que se identificam com os nossos interesses e os promovemos a amigos. Se bem que a palavra "Amigo" tem sido colocado em um nível de vulgaridade. Afinal, ainda nem nos apresentamos já o chamamos de amigo e essa pratica já não é de hoje.
            O "amigo" é uma figura tão importante pra nós,que alguns chegam a ser endeusado e colocado acima de tudo e de todos. Diz o dito popular que há amigos e amigos e assim tem aqueles que se eternizam e outros que desaparecem da mesma forma que surgiram ou seja "amigo" relâmpago.
             Fazer ou encontrar um amigo,não é de uma hora pra outra ou de um dia pro outro isso leva tempo, a relação vem ao longo se amadurecendo até entrar na categoria de Melhor Amigo (merece até um grifo).
E esse que se torna melhor amigo, invariavelmente nascem na  infância,brincam juntos e até estudam na  mesma escola,na mesma sala,na mesma classe e seus dias são sempre juntos,disputas entre si só nas paqueras. estas amizades são conservadas.
            Tem amigo que vai surgindo meio que sorrateiramente e conquista o seu espaço no coração da pessoa,se tornando inseparável, aquele que chamamos de "unha e carne", "pau pra toda obra", 'tamosjunto emisturados"(proposital).
              Se aqui fosse nomear meus amigos,outros ficariam enciumados.Confesso que sinto comichões nos dedos,me induzindo a revelar seus nomes,mesmo sabendo que irei alegrar alguns e talvez entristecer outros.
o poeta Milton Nascimento diz na sua composição Canção para América "Amigo é pra se guardar do lado esquerdo do peito",mas a verdade o que mais desejamos é que o "AMIGO" ocupe o coração todo.
               Outro trecho da canção, e esse se encaixa perfeitamente na minha vida,diz assim "Qualquer dia amigo eu volto pra te encontrar. Qualquer dia amigo,a gente vai se encontrar." e isso aconteceu comigo nesse mês de Julho.
                Nos idos de 1970,chegava na minha casa trazido pelo meu irmão André,um jovem militar da Aeronáutica, evangélico,educado,um gosto especial para compor e tocar instrumento de sopro e foi chegando,chegando como não quer nada.Foi conquistando a todos da família até os parentes mais distantes e acabou por morar conosco um bom tempo e também saí pra morar com ele.muito conversador,gostava muito de polemizar mas sempre chegava a um consenso,e por causa desse  seu gosto sempre conflitava com minha mãe,entrando eu para amenizar tal situação. Daí ser alcunhado por ele de "Henri Kissenger" ( Grande diplomata americano nos anos 68 a76 que trabalhou muito pelo cessar fogo no Vietnã )
                 Mas o tempo passou, e começamos a nos distanciar até perder o contato totalmente. De 90 pra cá comecei a procurar por este amigo, indo ao Hospital central onde trabalhava e sabendo que terminara o seu tempo e que teria "ido pra casa" expressão equivalente a reforma ou aposentadoria entre os militares. Nesse lugar  descobri seu endereço ou seja suposto,pois só me deram o nome da cidade e um ponto referencial,nada que de fato garantisse  chegar até ele.
              Com o advento da popularização da internet,comecei a pesquisar o seu nome no afã de encontrar o meu amigo,entrava nas redes sociais,deixava recados nas rádios on-line da região onde supostamente morava. Até que  de repente finalmente num grande site de relacionamento, me deparo com grande alegria o nome do meu amigo...Achei! gritei eufórico  perplexo diante do monitor.vindo coroar com êxito uma procu
ra que atravessou décadas. Continuei com a pesquisa ,afinal sua pagina ainda estava em construção,falta elementos que o identificasse totalmente,mas ainda assim não perdi a esperança pois sabia tê-lo encontrado.
                Finalmente identificado,sacramentado e comprovado através de sobrinho e filho e já com o número do telefone residencial confirmado pela esposa e ansioso por chegar a noite (Pois somente nesse tempo o acharia em casa)
            A noite o telefone da minha casa toca " Alô" e do outro lado a voz inconfundível dizia  " Boa noite ! Gostaria de falar com o Samuel de Amorim Durães,eu sou o EDSON DO SACRAMENTO".
            Este é o fim de uma busca,que somente DEUS poderia me proporcionar,agora aguardo pelo reencontro,onde nos abraçaremos e regozijaremos na presença do Senhor em breve.
            No livro de Provérbios no cap. 18 Vs.24 encontramos o que se resume a palavra amigo, "O homem que tem muitos amigos pode congratular-se,mas há amigo mais chegado do que um irmão"
                                                   
           

Postagem em destaque

Samuel Duraes um vencedor: ...E se a morte chegasse hoje...

Samuel Duraes um vencedor: ...E se a morte chegasse hoje... :        Se a vida começasse hoje...     Hoje ao abrir o meu email,deparei com ...